Date

09.09.2022

Time

9:30 pm

Preço

€10,00

Big Summer + Santa Clara Blues

Concerto

BIG SUMMER
Vasco Batista é cantautor, compositor e um sonhador. Mas não daqueles que sonham tanto e se perdem entre a realidade e o sonho. Acredita nos sonhos, e assim foi atrás dos seus na esperança de ganhar folgo, e com este dedicar anos a escrever e compor canções, sempre com uma vincada necessidade de experimentar estilos variados.
Depois de ter explorado por várias paisagens sonoras que iam desde a folk ao rock, da música disco ao post-rock instrumental, Vasco decidiu que a sua identidade passaria por uma mistura de melodias soalheiras, tranquilizantes, cobertas de aspirações, também de melancolia, com propensão para viagens intensas e belas. Misturando estas dualidades, move-se pelo shoegaze, dream rock, pop rock e um toque de grunge.


Foi em 2010 que Big Summer começou a pisar os palcos, levando já dez 10 anos de carreira. Até ao final do ano de 2016, data em que Vasco se mudou para Londres, os Big Summer eram Vasco Batista (Voz / Guitarra / Teclados), Albert López (Guitarra), Raimon Alvarez (baixo) e Josep Riera (Bateria). Desde 2017 até ao início de 2021, Big Summer tocava em versão one man band e desde então que voltou à versão banda, desta vez em formato trio, com: Jorge Oliveira (Malcontent) no baixo e Filipe Pereira (Malcontent) na bateria.

SANTA CLARA BLUES
Um projecto sobre amizade e partilha, composto por Fast Eddie Nelson na guitarra, lapsteel e back vocals; João Sérgio Reis (Ibéria) no baixo e back vocals; José Mendes (Lisbon South Bay Freaks) na guitarra e mandolin; Miguel Ângelo (Ex-Mayday Miracle) na voz e guitarra e Miguel Lima (The Soaked Lamb) na percussão.


A amizade remonta a 30 anos atrás, mas a génese do projeto nasceu num retiro bi-anual de amigos de adolescência, em Corte Brique, no Alentejo profundo. Esta génese é composta por conversas à mesa, vinho tinto, partilha, empatias, sessões de pesca na barragem de Santa Clara, pelo vale, pelo vinil do Déjà Vu dos CSNY a rodar aos finais de tarde, pelas jams, e, especialmente, pelo tempo lento do Alentejo.

A essência destas experiências levaram José Mendes e Miguel Ângelo a começar a compor entre o Barreiro e Bramfield. Destas composições vieram depois as jams com o Fast Eddie Nelson, o convite a João Sérgio Reis para o baixo e a Miguel Lima para gravar o projecto que, rapidamente, se tornou no percussionista e sonoplasta da banda.

Pré-venda: 10€

Porta: 12€


*A bilheteira online encerra duas horas antes da hora marcada para o início do espetáculo. 

Existirão bilhetes disponíveis à porta, sempre que a lotação do evento o permitir.

  • 00

    days

  • 00

    hours

  • 00

    minutes

  • 00

    seconds